Beterraba em Cubos

R$6,90

Embalagem: 250g

Conservação: Congelado

Forma de corte: Cubos

Durabilidade: 180 dias

Benefícios:

  • Contêm antioxidantes carotenoides e flavonoides, minerais como zinco, magnésio, fósforo, potássio e ferro e vitaminas A, complexo B, e vitamina C.

  • A cor vermelha da Beterraba é devido à presença de betaína, que ajuda na saúde cardiovascular e excelente fonte de fibra dietética que ajudam na digestão na redução do colesterol.

  • A Betaína e metionina presentes na beterraba ajudam no bom funcionamento do fígado e a Beta-cianina ajudam no processo de desintoxicação do sangue e do fígado, protegendo assim as células do fígado.

  • Os carotenóides e os flavonóides presentes são poderosos antioxidantes que ajudam na redução de colesterol mau (LDL) nas artérias.

Categoria

A cor vermelha da beterraba é devido à presença de betaína, que ajuda na saúde cardiovascular e excelente fonte de fibra dietética.

Informação Nutricional
Porção de 100 gramas
Quantidade por porção %VD(*)
Calorias (Valor Energético) 49  Kcal = 205kj 2
Carboidratos 11g 4
Proteínas 1,9g 3
Gorduras Totais 0,1g 0
Gorduras Saturadas 0g 0
Gorduras Trans 0g **
Fibra Alimentar 0,3g 1
Sódio 10mg 0
(*)% Valores diários de referência com base em uma dieta de 2.000 Kcal ou 8400 KJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

Orgânicos

Contêm antioxidantes carotenoides e flavonoides, minerais como zinco, magnésio, fósforo, potássio e ferro e vitaminas A, complexo B, e vitamina C.

A cor vermelha da Beterraba é devido à presença de betaína, que ajuda na saúde cardiovascular e excelente fonte de fibra dietética que ajudam na digestão na redução do colesterol. Os carotenóides e os flavonóides são poderosos antioxidantes que ajudam na redução de colesterol mau (LDL) nas artérias.

A Betaína e metionina presentes na beterraba ajudam no bom funcionamento do fígado e a Beta-cianina ajudam no processo de desintoxicação do sangue e do fígado, protegendo assim as células do fígado.

Convencionais

Alguns dos agrotóxicos utilizados e seus malefícios a saúde:

Lambda-cialotrina: neurotoxicidade, desregulação endócrina, carcinogenicidade, alterações cromossomiais e hormonais, teratogênese (tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais (retardo de crescimento, por exemplo), ou ainda distúrbios neuro-comportamentais, como retardo mental) e toxicidade

Mancozebe: evidências de carcinogenicidade, desordens reprodutivas e neurotoxicidade

Paraquate: ataca gravemente todos os tecidos do organismo, pode causar estragos significativos nos tecidos internos do fígado, lesões nos rins, tecidos se concentram nos pulmões causando fibrose irreversível

Casugamicina: carcinogênico

Cletodim: dificuldade respiratória, hipertermia, convulsões e cânceres

Espinetoram: arritmias cardíacas e hipertensão Tebuconazol: alteração na função reprodutiva alterando outros parâmetros como a síntese de hormônio.

Que tal levar mais orgânicos hoje?